Notícias Areado

Areado tem três casos suspeitos de coronavírus

Boletim foi divulgado na tarde desta sexta-feira (20) pelo Comitê Gestor do Plano de Prevenção e Contingenciamento em Saúde do COVID-19; não há casos confirmados.

Publicado em 20/03/2020
Por Diego Batista/Areado Notícias

O Comitê Gestor do Plano de Prevenção e Contingenciamento em Saúde do COVID-19 de Areado informou, em boletim divulgado na tarde desta sexta-feira (20), que há três casos suspeitos do novo coronavírus no município e que não há casos confirmados. Boletim foi divulgado através da rede social Facebook, pela página Comitê Covid-19 Areado.

Segundo informações passadas pelo comitê, os dados divulgados hoje foram disponibilizados pela Santa Casa de Misericórdia da cidade para o setor de Epidemiologia da prefeitura. As notificações já foram repassadas para a Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais e serão incluídas no boletim epidemiológico  estadual.

No estado de Minas Gerais, até o momento foram confirmados 38 casos. Outros 4.084 seguem em investigação.

O governador de Minas Gerais, Romeu Zema, decretou, nesta sexta-feira (20/3), calamidade pública no Estado em função do coronavírus. A determinação só foi viabilizada após confirmação do decreto de calamidade federal pelo Senado.

Com a medida, o governador possui prerrogativa para atuar junto aos municípios. Romeu Zema estadualizou as ações do governo que valiam em caráter recomendatório e apenas para a Região Central, onde foi constatado caso de contágio comunitário - em que o paciente não sabe de quem contraiu o vírus.

A estadualização obriga os municípios a seguirem as regras do Governo do Estado. Fica assim proibido o funcionamento do comércio em todas as cidades mineiras. A exceção são os estabelecimentos que vendem produtos ou prestam serviços essenciais, como padarias, supermercados e farmácias. 

As escolas também permanecem fechadas, sem aulas. O decreto determina a extensão da medida não apenas para as estaduais, mas as municipais e da rede privada. Equipamentos culturais e eventos oficiais também foram suspensos.

Quanto ao transporte, os ônibus intermunicipais só poderão rodar com metade da capacidade. Aqueles que trafegam dentro das cidades e os rurais, terão que respeitar a capacidade de lotação de passageiros sentados.

O decreto ainda versa sobre o fechamento das divisas para o transporte coletivo terrestre. Ou seja, os ônibus e vans de passageiros não poderão entrar e sair do estado. O transporte individual ainda não foi restrito. O transporte de cargas nunca será restringido, de forma a garantir o abastecimento. Já o transporte aéreo é de competência do governo federal.

Veja o infográfico abaixo feito pelo G1 e saiba como se prevenir.