Notícias Areado

Crea começa fiscalização de mineradoras e barragens em Caldas e Poços de Caldas, MG

Especialistas em mineração devem percorrer 19 pontos na região.

Publicado em 10/07/2019
Por G1 Sul de Minas.

O Conselho Regional de Engenharia e Agronomia de Minas Gerais (Crea-MG) começou esta semana uma fiscalização em mineradoras de Caldas e Poços de Caldas (MG). O foco são as barragens de rejeitos. Nesta quarta-feira (10), uma equipe visita a sede da Alcoa, a primeira empresa a ser fiscalizada.

Ao todo, 19 barragens serão fiscalizadas pelos técnicos do Crea. Os técnicos vão verificar, por exemplo, se dentro das empresas há os responsáveis pelos projetos, construção, operação e monitoramento das estruturas.

Também será verificado se há responsáveis pela manutenção de equipamentos como guindastes, gruas e gaiolas. Além disso, será cobrada das empresas a documentação que regulamenta licenças ambientais e relatórios.

A fiscalização na Alcoa em Poços de Caldas começou às 9h. Poços de Caldas é a cidade do Sul de Minas com maior número de barragens - são 17; nove pertencem à Alcoa. Das nove, quatro estão em atividade.

A empresa já apresentou um plano de emergência e realizou simulado em caso de rompimento de barragem para área de salvamento, que inclui 585 moradores do bairro Jardim Kennedy II. Também foram colocadas placas de instrução no bairro e foram identificados pontos de encontro em caso de rompimento.

Em Caldas, os técnicos do Crea vão visitar duas barragens das Indústrias Nucleares do Brasil (INB), o que inclui a barragem de rejeitos radiotivos. No local, recentemente, foi feita a troca do sistema extravasor.

Não há prazo para a conclusão das visitas dos técnicos do Crea nas barragens do Sul de Minas.