Notícias Areado

Secretaria de Estado de Saúde confirma segunda morte por dengue em Passos, MG

Primeiro caso aconteceu em março e vitimou uma mulher; segundo foi de um homem em abril.

Publicado em 29/05/2019
Por G1 Sul de Minas.

A Secretaria de Estado de Saúde confirmou a segunda morte causada por dengue em Passos (MG). A atualização saiu em boletim fechado no sábado (25) e divulgado nesta terça-feira (28) e foi confirmada pela administração municipal.

Segundo a Secretaria de Saúde de Passos, o primeiro caso aconteceu em março, quando uma mulher de 59 anos morreu em decorrência da doença. Ela tinha histórico de diabetes, hipertensão e um acidente vascular cerebral (AVC).

O segundo caso foi em abril e a vítima foi um homem de 67 anos. Ele também tinha histórico de doenças crônicas, como diabetes e hipertensão, além de ser obeso. Ele chegou a ser internado, mas não resistiu.

Passos é a cidade com mais números de casos prováveis de dengue no Sul de Minas, com 2.880 ocorrências somente em 2019 - 70 novos casos somente na última semana. Veja o número de casos mês a mês:

 

  • Janeiro: 482 casos
  • Fevereiro: 617
  • Março: 731
  • Abril: 615
  • Maio: 435

 

Além disso, outras 15 mortes foram confirmadas no estado pela Secretaria de Saúde.

 

Cidade com maior incidência

 

Enquanto Passos tem o maior número absoluto de casos prováveis de dengue no Sul de Minas, Cristais é o município com maior incidência da doença, ou seja, com mais ocorrências por habitante. A cidade tem cerca de 12,4 mil habitantes e 673 casos suspeitos.

"Desde o início do ano, início de janeiro, a gente começou a trabalhar com a promoção e prevenção do combate à dengue, aderimos, inclusive, à quarta campanha com a EPTV, o Dia D. Nós trabalhamos com mutirão, passeatas de conscientização. Entretanto nós tivemos um grande número de casos suspeitos de dengue. Hoje a gente está fortalecendo a nossa equipe de agente de endemias, continuando os mutirões de limpeza, retirando os possíveis focos. Os grandes focos da cidade já foram eliminados", explica a secretária de Saúde de Cristais, Gésita Aparecida Generoso.

Multa para prevenir aparecimento do mosquito

 

Já em São Lourenço, a Câmara de Vereadores aprovou uma lei que prevê multa para os moradores que tiverem larvas do Aedes aegypti encontradas nos quintais e também para aqueles que não permitirem as visitas dos agentes de saúde.

Quem descumprir a regra, pode ser multado com valores que vão de R$ 171,60 a R$ 1.716,00. O valor da cobrança poderá ser dobrado em caso de reincidência. O projeto já foi sancionado pelo prefeito.